quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

O poder das sementes Chia, Linhaça e Quinoa

Estas três sementes são conhecidas por apresentarem apreciável composição nutricional, e isso
faz com que elas sejam cada dia mais estudadas e apreciada “Isso se dá devido a diversidade de compostos bioativos que justificam a aplicação terapêutica devido as suas propriedades funcionais. Contudo, é importante ressaltar que esses alimentos devem fazer parte de um cardápio saudável e diário deve ser recomendado apenas por um profissional capacitado para esse tipo de prescrição”.




As sementes cultivadas na era pré-colombiana são um dos modismos alimentares do momento. 

Para saber mais sobre estas sementes, os benefícios que elas trazem ao seu organismo e como consumí-las, veja abaixo seus benefícios:

Chia

Possui dois componentes oleosos de extrema importância para a saúde, os ácidos graxos poli-insaturados: ômega 3 e ômega 6. A semente apresenta ainda propriedades antioxidantes naturais, sem contar no teor de fibras, em 100g, possui 40% de fibras dietéticas.

Propriedades terapêuticas

Sua ingestão já vem sendo associada ao tratamento de diversas doenças como obesidade, diabetes, dislipidemias, hipertensão, doenças cardiovasculares, entre outras; em grande parte, atribuídas ao excelente teor de ômega 3.

Forma de utilização:

A chia é encontrada para compra na forma de in natura (sementes), farinha e óleo. O grão pode ser consumido puro (introduzindo na água e aguardando a obtenção da forma gel) ou misturado em frutas.

Recomendação 1 col de sobremesa em meio copo de água ou em sucos de sua preferência.

O óleo pode ser utilizado como tempero em saladas, contudo, ele não conta com os benefícios das fibras, encontradas exclusivamente na farinha e nas sementes


Linhaça

Seu importante valor calórico se deve pela quantidade alta de lipídios, que são em maior parte os ácidos graxos essenciais ômegas 3 e 6. Possui ainda 26% de proteína, 14% de fibras, 12% de mucilagem e 9% de umidade. Sem contar nos principais minerais como o enxofre, ferro, zinco, potássio (em boa quantidade), magnésio, fósforo e cálcio. Entre as vitaminas encontra-se tiamina (B1), riboflavina (B2), ácido ascórbico e as lipossolúveis A, D, E e K.

Propriedades terapêuticas

É considerada atualmente como um alimento funcional, sendo essencial para diversos benefícios como: o desenvolvimento do sistema nervoso central, na formação do cérebro e na sua manutenção; além dos efeitos antiarrítmicos, antitrombóticos, anti- inflamatórios, redução da pressão arterial, aumento da função endotelial, efeitos hipotrigliceridêmicos e retardo do crescimento das placas ateroscleróticas, no metabolismo das lipoproteínas, entre outros benefícios que garantem a prevenção e manutenção da saúde física e mental.

Recomendação: 1 a 2 col sopa dia pode começar com 1 col em sucos, salada de fruta, leite etc.

Forma de utilização:

As sementes são utilizadas preferencialmente moídas. A necessidade de triturá-las existe porque a fibra que reveste a linhaça serve como blindagem, protegendo as sementes da ação dos sucos digestórios existentes no trato gastrintestinal, o que resulta em um não aproveitamento da semente.


Quinoa


O grão da quinoa é realmente nutritivo devido sua qualidade excepcional de proteínas e seu amplo espectro de componentes fitoquímicos, fibras, vitaminas e minerais. Em sua composição,
encontra-se grande teor de aminoácidos essenciais, como a lisina e metionina, favorecendo, então, a combinação com as leguminosas para constituir uma dieta mais completa do ponto devista protéico.


Recomendação: 1 a 2 col sopa dia

Propriedades terapêuticas

Por apresentar importante valor nutricional, a quinoa vem sendo utilizada como um alimento funcional, atuando no controle de algumas enfermidades. Pode ser uma importante fonte de ácidos graxos essenciais (ômega 3 e 6), bastante empregada no controle de doenças cardiovasculares, atuando no controle da pressão arterial, além de exercer um importante papel na regulação do nível de colesterol sanguíneo, entre outros benefícios.


Forma de utilização:

Comercialmente, este grão pode ser encontrado nas formas integral ou polido, como farinhas, flocos ou snacks (salgadinhos) expandidos. Pode ser consumido cozido, de modo similar ao arroz; em combinação com outros ingredientes e em diferentes preparações alimentícias como: sopas, molhos, cereais matinais, entre outros. Além disso, a farinha pode ser utilizada na elaboração de mingaus, pudins, produtos de panificação (pães, bolos, biscoitos) e massas (macarrão).

Os benefícios desses grãos só são otimizados se for consumido numa alimentação balanceada e uso diário.

Att, Nutricionista Giselle Barrinuevo

4 comentários:

  1. Gisele me responde por favor,Sou cadeirante,tem alimentos q sinto q não me cai bem,tipo:Macarrão,feijão,leite,yorgute,pizza,maionese, frutas citricas,entre outroa...sinto nauseas,parece qvai voltar,...bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cidinha, realmente tem alimentos que não têm boa digestibilidade e cada organismo reage de forma diferente aos alimentos. No seu caso como fica sentada todo o tempo alguns alimentos podem fermentar causando sensação de estufamento gástrico, desconforto, azia e náuseas entre outros.
      O que indico pra ti é que faça uma dieta de exclusão de todos esses alimentos que te causam desconforto (faça uma lista). Depois de um tempo (1 semana +-) reintroduza um por vez e veja os sintomas. Faça um diário anotando tudo.
      Uma dica que já te dou é que substitua o leite normal pelo "Sem Lactose" hj no mercado encontra-se várias marcas a preços acessíveis. O açúcar do leite (Lactase) fermenta e causa desconforto gástrico com o tempo produzimos menos enzimas o que dificulta a digestão do leite.
      É indicado também que consuma os Probióticos que são bactérias boas para repor a flora intestinal. É vendido em sachês e toma um por dia o preço é um pouco alto mas compensa, quando temos uma flora intestinal desregulada nosso organismo não absorve corretamente os nutrientes dos alimentos.
      Qualquer dúvida estou à disposição. Seria interessante vc passar por uma consulta nutricional para corrigir os erros alimentares por aqui consigo dar algumas dicas somente.

      Excluir
  2. Gisele...a chia e a linhaça podem ser prejudiciais pra quem tem ácido úrico elevado?

    ResponderExcluir