quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Veja os Alimentos que podem causar alergia

Alergia alimentar são manifestações orgânicas consequentes das reações que o organismo utiliza contra substâncias estranhas (alergenos) ao seu funcionamento, sendo que as mesmas podem ser absorvidas pela pele, inaladas e/ou ingeridas como os alimentos ou ingestantes (toxinas, fungos, aditivos, restos de insetos etc, que vem com os alimentos).



 Tipos:

Alergias imediatas: são mais facilmente associadas com os seus alergenos, pois a reação é rápida.
Alergias tardias: esse tipo é mais difícil de associar os sintomas com os alergenos que a causaram, pois essa reação não é imediata

Nas alergias alimentares há intermediação imunológica, o sistema imune é ativado para combater o antígeno.

Conforme a quantidade das substâncias químicas liberadas, a ação das mesmas, a sensibilidade e o local os sintomas pode variar:
  • edema
  • vasoconstrição
  • pruridos (vermelhidão na pele)
  • formação de muco
  • choque anafilático


O Leite de vaca é um dos alimentos que o organismo tem dificuldade de digerir. A alergia ao leite é especialmente comum em crianças, o que pode ser bastante complicado entre os bebês menores de um ano que consomem somente este alimento", aponta o alergista Daniel Strozzi, professor da Unidade de Alergia e Imunologia da PUC de Goiás.  O leite de vaca possui mais de 20 proteínas sensibilizantes. . Para suprir a deficiência de cálcio que não é biodisponível para o organismo, recomenda-se o consumo de produtos vegetais ricos em cálcio que é melhor absorvido pelos ossos. Fique atento a: biscoitos, bolachas, bolos, pães, chantilly, chocolate, coalhada, pudim, manjar, iogurtes, molho branco,, pão de queijo e sorvete.
Em receitas, substitua o leite de vaca por por: leites vegetais  como o de coco, amêndoas, arroz, quinoa e girassol -, água e suco de frutas

 O Ovo é o segundo maior causador de alergias alimentares. Suas proteínas alergênicas se concentram na clara, a recomendação para bebê é a partir do primeiro ano de vida. Tirá-lo da alimentação pode levar à deficiência de ferro no organismo. Por isso, o nutrólogo Carlos Alberto Nogueira de Almeida, da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), sugere investir na tradicional combinação de arroz com feijão. "O feijão é rico em ferro, enquanto o arroz fornece aminoácidos que o feijão não possui e, assim, eles se complementam, formando uma refeição de alto valor biológico", explica. Fique atento a: maionese, chantilly, marshmallow, merengue, molho holandês e molho bernaise . Em receitas, substitua por: linhaça, polvilho ou vinagre de maçã.



O Glúten, presente no trigo, na aveia, no centeio, na cevada e no malte é uma proteína de difícil digestão. "Ela é responsável pela elasticidade e plasticidade das massas, fazendo com que as mesmas cresçam macias" Diferente da intolerância ao glúten, o alérgico não pode ingerir qualquer quantia de alimentos com essa proteína. A principal dificuldade, portanto, não está relacionada a deficiências nutricionais, mas sim à difícil tarefa de manter uma dieta sem glúten, já que grande parte do que consumimos contém esse nutriente. Por isso, o acompanhamento de um nutricionista é fundamental. Fique atento a: macarrão, pão, tabule, bolos e chocolates. Em receitas, substitua por: produtos sem glúten, farinha de arroz, creme de arroz, polvilho e fécula de batata. Existe no mercado uma gama de produtos para os celíacos.


De acordo com o nutrólogo Carlos, não é porque você tem alergia a determinado peixe que terá alergia a todos os peixes. Por isso, sob orientação profissional, vale experimentar outros tipos. Mas, imaginando que eles seriam excluídos da dieta ou consumidos com menor frequência, o paciente deveria buscar outras fontes de ômega-3. "Exemplos são óleo de canola, óleo de soja, azeite de oliva, rúcula e espinafre".




A alergia a camarão, lagosta e outros crustáceos pode ser um problema em regiões do Brasil próximas ao litoral, em pessoas que se alimentam principalmente desse tipo de alimento. Entre os nutrientes mais relevantes desses alimentos está o zinco, o selênio e o iodo. Como nosso sal é iodado, é raro apresentar deficiência desse nutriente. Os demais podem ser obtidos em nozes, castanhas, milho, carne bovina, frango, arroz integral, feijão e leite. O consumo é indicado após o primeiro ano de vida. Proteínas de alto poder alergênicos.





O Amendoim tem uma proteína altamente alergênica e comumente associada com anafilaxia (reação alérgica aguda e rápida, minutos ou segundos após o consumo) ou com urticária (mais comum).
Presença comum de fungos e à formação de aflatoxina causando infecção aguda. O amendoim deve ser consumido com cautela, co rodízio de pelo menos 4 dias. Outras oleaginosas como (castanha de cajú, castanha do Brasil, avelã, amêndoas, nozes, pistaches) são de dificil digestão podendo causar processos alérgicos


Soja na cultura asiática é consumida fermentada ou coagulada (essa é a melhor mameira para consumí-la) Se a soja não é fermentada a proteína é de difícil digestão o que pode acarretar processo aéergico. Geralmente a alergia é tardia.
Sintomas mais comuns são gases, diarréia, dor de cabeça, inchaço, dermatite, alteração na tireóide e obesidade.



Cítricos como frutas cítricas (variedades de laranjas, limões, limas, e cidras). Nem sempre os alimentos rico em vit C é cítrico como (abacaxi, morando, caju, acerola, goiaba). Os cítricos possuem uma amina vasoativa chamada Loctooamina ou Octopamina que pode favorecer dores de cabeça.




O emprego de aditivos químicos, como os corantes, é um dos mais polêmicos avanços da indústria de alimentos,  Em geral, a importância da aparência do produto para sua aceitabilidade é a maior justificativa para o seu emprego.Os corantes artificiais estão sempre na mira das investigações
científicas devido às reações adversas que alguns
consumidores podem apresentar.

Os aditivos são inofensivos à saúde desde que obedecendo aos percentuais máximos estabelecidos pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ou pelo Codex Alimentarius. Estes estabelecem para cada aditivo a
quantidade diária aceitável de ingestão (IDA). Todos os corantes artificiais permitidos pela Legislação Brasileira já possuem valores definidos de IDA.

Os estudos sobre os efeitos nocivos causados pelos corantes artificiais à saúde são insuficientes e bastante contraditórios. Os corantes podem causar desde simples urticárias, passando por asmas e reações imunológicas, chegando até ao câncer em animais de laboratórios.


Procure sempre um  médico se perceber alguma reação após consumir algum alimento. Esses alimentos citados são os que mais causam alergias. Porém outros também podem causar alergia depende da sensibilidade de cada indivíduo. Lembrando que Alergia estimula o sistema imune podendo ser imediata ao consumo ou tardia.


9 comentários:

  1. Oi Giselle,
    Post muito interessante, o texto é muito informativo. gostei muito.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Vania fico feliz que estão gostando dos meus post,é com muito carinho que eu escolho o que colocar. Bjoss gosto mto do seu blog.

      Excluir
  2. todas vez que como goiaba passo mal me dar dor de cabeça diarreia e uma dor de estomago e me da nasseia queria saber se sou alergica

    ResponderExcluir
  3. Olá. Talvez seja pela goiaba ser uma fruta mais indigesta mesmo, não que seja uma alergia. Até porque ela não é considerada alergênica.
    obrigada.

    ResponderExcluir
  4. Curioso como todas as vezes em que como oleaginosas, sinto como se estivesse enjoada, com a garganta fechada e o peito apertado. pode ser um sintoma de alergia?

    ResponderExcluir
  5. Pode ser sim o amendoim é o maior causador de alergia desse grupo. O que causa alergia são os fungos que se multiplicam e produz substâncias tóxicas para o organismo .Consumir sempre oleaginosas de boa qualidade para evitar que esteja contaminado por fungos. Obrigada

    ResponderExcluir
  6. BOA TARDE GISELLE!!!

    Eu e meu marido descobrimos essa semana que a nossa filha tem Intolerância a Frutose, não tenho encontrado muita coisa a respeito, estamos precisando saber se existe alguma maneira de adoçar pelo menos o leite dela... Esta muito difícil principalmente no café da manha... Se puder nos ajudar de alguma forma, ou informar um achocolatado ou um adoçante para esse tipo de doença... Nós agradecemos muitoo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cisiane, vou te passar algumas informações e dicas a respeito dessa intolerância.

      A frutose é um açúcar encontrado principalmente nas frutas, vegetais e mel.
      A intolerância a frutose é hereditária e consiste em um erro inato do metabolismo.
      As principais consequências são o aumento dos níveis de frutose na corrente sanguínea, sua eliminação pela urina e aparecimento de hipoglicemia persistente. Os outros sintomas comuns são náuseas e vômitos.

      Vou passar algumas Dicas:

      *Ficar sempre atento ao rótulo dos alimentos;
      *A dieta deverá ser isenta de salsicha, batata em conserva, frutas, sucos de frutas, leguminosas (feijão, ervilha, grão de bico,), cebola, pepino, tomate, canela, molho de tomate, frutose, açúcar, mel, beterraba, chocolate e castanhas
      *Fornecer alimentação a cada 3 horas para que não fique longos períodos em jejum, evitando a hipoglicemia;
      *Não fornecer nenhuma alimento ou preparação contendo qualquer item que a criança não possa consumir.
      *As verduras (folhosos) podem ser consumidas sem restrição

      Veja uma tabela que eu encontrei

      Alimento Substituto

      Açúcar Adoçante dietético (que não contenha frutose na composição). Pode ser Stévia ou Sucralose, são os melhores.

      Achocolatado Achocolatado diet (Gold)

      Bananada e Goiabada Gelatina Diet
      Barra de Cereal Biscoito Salgado ou doce (sem açúcar,
      frutas, castanha e chocolate)
      Bebida Láctea UHT Leite Integral sem açúcar
      Biscoito Doce Biscoito doce (sem açúcar, frutas e chocolate)
      Biscoito Doce Integral Biscoito doce integral (sem açúcarfrutas,castanha e chocolate)
      Bolo Bolo sem açúcar (sem açúcar,frutas e chocolate)
      Bolo de aniversário Bolo de aniversário sem açúcar, frutas e chocolate)
      Cereal (flocos de milho) e Granola Cereal (flocos de milho) e granola sem açúcar
      Feijão Carioca, Feijão Preto e Lentilha Não permitido
      Frutas e sucos de frutas Não permitido
      Geléia Margarina ou Requeijão
      Iogurte Iogurte natural (sem açúcar e frutas)
      Legumes São permitidos somente vagem e abobrinha
      Leite batido com fruta Leite Integral sem açúcar
      Molho de Tomate Molho tipo “Alho e Óleo”
      Pão Bisnaguinha, Pão de Forma,
      Hot Dog (tradicional ou integral) Pão isento de açúcar em sua composição
      Pó para Pudim sabor Chocolate Pó para Pudim (sem açúcar, frutas e chocolate)
      Salsicha Carne, frango, ovo ou peixe

      Se não entendeu a tabela eu te passo por email, na forma correta de tabela.
      As indústrias alimentícias utilizam mto a frutose para adoçar seus alimentos, portanto, evitar os industrializados e sempre ter o costume de ler os rótulos, até se adaptar.
      Evitar enlatados, geleias, doces em pasta, bolos, pudins, pó para bebidas, refrigerantes etc.
      Espero ter ajudado, se ficou alguma dúvida pode me perguntar. Abraços.

      Excluir
  7. Quais alimentos tem reação alérgica cruzada com castanhas e amêndoas? Obrigado

    ResponderExcluir